Evolução da Comunicação: Internet – A Globalização

Com o surgimento da Internet Comercial no Brasil (1995), as pessoas começaram a migrar de seus aparelhos de televisão para os computadores, sendo atraídos pelas novas formas de compartilhamento de informações e influenciando todos os meios de comunicação existentes como, jornais, revistas, rádios e a TV. Entramos em uma “Era Digital” caracterizada pela rapidez e agilidade da disseminação da informação e opiniões entre as pessoas em nível global.

Internet e globalização da comunicação

No âmbito das novas mídias massivas, as redes sociais e as formas de pesquisa ultrarrápidas e globalizadas acabaram permitindo uma comunicação mais flexível que as produzidas pelas mídias tradicionais. Mesmo o rádio e a TV não eram capazes de acompanhar o imediatismo dominante na Grande Rede. Os inúmeros exemplos de mídias sociais que surgiram, se extinguiram e foram substituídos em pouco tempo, como o Orkut, Facebook, Instagram, Twitter, YouTube, Google Plus etc. representam cada dia mais as pessoas se conectando, criando e evoluindo rapidamente as formas de comunicação, dividindo informações umas com as outras, para se manterem “conectadas” em tempo real aos seus interesses.

A Internet e O Mercado Digital

Com isso, utilizamos cada dia mais nossos smartfones, tablets, notebooks e computadores para estarmos constantemente alinhados com as novidades, fazendo com que as empresas se especializem mais em trazer as informações primeiramente para a internet e depois para as outras mídias de veiculação. E por falar em comunicação corporativa, os especialistas em design e marketing digital ficaram com a missão de adequar os canais das empresas a esse novo e exigente público. Sites corporativos, lojas virtuais e anúncios digitais precisam estar sintonizados às tendências tecnológicas e se adequar de forma ágil e eficiente aos novos formatos que surgem quase que diariamente.

Uma das frentes foca no atendimento, que precisa estar atento, ser ágil e se comunicar na mesma linguagem dos usuários para se fazer entender. Além disso, nem sempre o consumidor busca diretamente a empresa, preferindo registrar suas queixas em canais alternativos, o que gera mais pressão e pode afetar seriamente a reputação da marca. Em outra frente, profissionais de marketing digital gerenciam campanhas on-line que não podem ser simples transcrições das peças veiculadas em rádios, TV e impressos. A mídia on-line exige planejamento, acompanhamento, adaptabilidade e interação direta, podendo subverter totalmente o funil de vendas tradicional.

Por isso, é cada vez mais importante para as empresas a contratação de agências experientes e atualizadas com as novas tendências do mercado, que possam acompanhar as campanhas, sugerir alterações, estratégias e ferramentas mais eficientes para a divulgação, o atendimento e a conversão almejada. Afinal, a evolução da comunicação humana é constante e a cada “esquina” da história pode ocorrer uma nova revolução, com o surgimento de novas tecnologias e, consequentemente, de novas demandas.

Adicionar um Comentário