WhatsApp e outros Apps do Facebook Enfrentam Instabilidade

Saiba o que as pessoas e empresas estão fazendo para enfrentar as falhas constantes nas redes sociais e aplicativos de comunicação instantânea

Nos últimos dias, os comunicadores e redes sociais WhatsApp, Facebook Messenger e Instagram, que pertencem à mesma empresa, enfrentaram instabilidade em diversos países do mundo. Usuários dos aplicativos para smartphones e de interfaces web desses serviços relataram dificuldades especialmente para enviar arquivos de mídia, como áudio e vídeo.

Falha atinge WhatsApp e restante da família de apps Facebook

Os responsáveis pela chamada “família de aplicativos Facebook”, que são comandadas por Mark Zuckerberg, confirmaram as falhas e informaram que estavam “trabalhando para resolver o problema o mais rápido possível”. Não é a primeira vez que essas e outras redes populares apresentam problemas de funcionamento, como lentidão e até paralisação completa. Dessa vez, a falha atingiu diversos países do mundo, em especial nas Américas do Norte, Central e do Sul.

Diversificar aplicativos é a saída para não perder clientes durante instabilidade

Hoje em dia, esse tipo de problema com redes sociais e aplicativos de comunicação causam transtornos que vão muito além da dificuldade de publicar o meme do momento no grupo da família. As pessoas têm substituído cada vez mais a comunicação tradicional, via chamada telefônica ou SMS, por mensagens diretas de texto ou áudio nos Apps. Além disso, muitas empresas passaram a utilizar esses recursos como alternativa para sua comunicação comercial, realizando atendimentos, campanhas de marketing digital e até vendas diretas.

Por isso, é cada vez mais comum que usuários domésticos e corporativos utilizem mais de um aplicativo de comunicação no dia a dia. No caso das empresas, essa necessidade se multiplica pela quantidade de departamentos que prestam atendimento público, como SAC, Administrativo, Vendas, etc. Apresentar mais de uma forma de atender o cliente não só propicia mais conforto como também ajuda a superar os períodos de falhas, que têm sido cada vez mais comuns, à medida que essas redes crescem.

Até mesmo nos sites das empresas e lojas virtuais, a disponibilidade de links para comunicadores e redes sociais já competem com números de telefones e formulários de contato na preferência dos visitantes, indicando que, quanto maior a quantidade de opções de atendimento menor é o risco de a empresa perder clientes. Também é preciso estar em sintonia com as tendências e lançamentos tecnológicos que surgem todos os dias, conquistando milhões de usuários e mudando a dinâmica da comunicação pessoal e corporativa.

Adicionar um Comentário